Quando vender suas ações

13 maio 20190 Comentários

Uma das perguntas que os participantes das mentorias de valor têm me feito com mais frequência é qual é o momento certo para vender suas ações. A pergunta é importantíssima, pois é no momento da venda que o investimento termina, e só então podemos tirar conclusões sobre se foi um bom investimento ou não. A resposta é simples, porém a decisão é talvez a mais difícil de tomar.

Em seu livro Ações comuns, lucros extraordinários, Philip Fisher tem um capítulo chamado Quando vender e quando não. É um dos meus capítulos preferidos porque em 9 páginas consegue resumir praticamente tudo que significa ser um investidor em valor. Se você não conhece Philip Fisher, ele foi quem ensinou o Warren Buffett a importância de investir para o longo prazo, e é citado pelo Buffett como um dos dois mentores, junto com Benjamin Graham, responsáveis pelo seu estilo de investimento.

Segundo Fisher existem 3 únicos motivos para vender suas ações: descobrir que você errou ao comprar, a mudança dos fundamentos econômicos da empresa; ou descobrir uma alternativa de investimento melhor.

1. Descobrir que você errou ao comprar.

Entenda isto: Todo mundo erra. Isso inclui você. O investidor que não erra está enganando a si mesmo, e essa é a grande dificuldade de vender nesse caso. Como disse Richard Feynemann, a regra número 1 é não enganar a si mesmo, e você mesmo é a pessoa mais fácil de enganar. Se nosso processo de investimento é o adequado, normalmente empregamos um tempo considerável em tomar uma decisão. Além disso precisamos de uma serie de conhecimentos e habilidades que levam tempo a serem adquiridas. Tudo isso faz com que seja muito difícil dizer a nós mesmos que investir naquela ação foi um erro, mais ainda por se tratar de algo que pode nos trazer grandes ganhos econômicos.

Mas é importante perceber que enganar a si mesmo, ou não ter o controle emocional necessário para vender após descobrir o erro, tem um custo. Esse custo pode ser muito alto por dois motivos: o que perdemos naquele investimento e, principalmente, o que podemos estar deixando de ganhar ao vender e colocar esse dinheiro em outra empresa de qualidade.

Errar é parte do processo de investimento e devemos tentar ser racionais em relação a isto. Se você descobrir que errou ao analisar uma empresa e as características dela não são as que você achou, venda imediatamente, ainda que seja perdendo dinheiro. Não espere a que a ação recupere o preço de compra para igualar. Isso pode não acontecer nunca.

2. Mudança nos fundamentos econômicos da empresa

Quando algum dos fundamentos sobre os quais tomamos a decisão de investir em uma empresa se deteriora, e enxergamos que não existe a possibilidade de que volte a ser o que era, devemos considerar seriamente a venda das ações. Os dois motivos que Fisher da para isso acontecer são o deterioro da equipe gestora, ou um esgotamento do mercado de seus produtos, que não permita à empresa crescer ao alto ritmo que cresceu no passado.

No primeiro caso, podemos ver o deterioro pelo tipo de decisões que os diretores tomam, especialmente no emprego de capital. Também pode ser que uma nova equipe tenha assumido a direção da empresa, com práticas de menor qualidade que seus predecessores. Em qualquer caso, a venda de ações deve ser imediata, pois o estrago que um mal diretor pode realizar numa empresa, com a consequente perda de valor para os acionistas, pode ser enorme.

No segundo caso, a incapacidade de crescer acima da média do mercado faz com que aquela empresa não seja mais um investimento adequado para o longo prazo. Isto tende a acontecer normalmente com todas as empresas ao chegarem à maturidade, embora algumas (e essas são as que devemos manter) consigam se adaptar para aproveitar mercados adjacentes que ainda estejam crescendo a ritmos superiores à media geral. Nestas situações de queda permanente do crescimento, a venda não precisa ser imediata, e podemos desinvestir aos poucos enquanto aparece uma alternativa melhor.

Por esses motivos é importante estarmos sempre à par do que acontece com a empresa, o que não significa estarmos continuamente monitorando a evolução do preço. Por sinal, não monitore o preço o tempo todo se você quiser dormir tranquilo.

3. Descobrir uma alternativa de investimento melhor

Como explica Fisher, as oportunidades de investimento realmente lucrativas não aparecem com muita frequência (motivo pelo qual a maior parte das vezes nossa atitude deve ser a de não fazer nada e relaxar lendo um bom livro), e quando aparecem é muito provável que nos peguem com nossas economias investidas em outras empresas. Nesses raros casos, devemos ser muito cuidadosos ao avaliar se, realmente, a oportunidade que surge é mais rentável no longo prazo do que aquelas em que estamos investidos. Nesse caso a solução é vender nossas ações com menos projeção de futuro para adquirir as da nova empresa.

Mas preste atenção ao fato de que, para quem fez o dever de casa e conhece bem as empresas em que investiu, esta situação é pouco frequente. Pense que, o normal, é conhecermos a empresa em que estamos investidos melhor do que a nova oportunidade, o que pode nos levar a avaliar de forma errada esta última. Tenha em conta todos os aspectos do investimento antes de tomar este tipo de decisão.

Existe uma forma muito interessante de olharmos para essa terceira situação que Fisher não comenta explicitamente, mas que Seth Klarman deixa muito claro desde o título de seu livro Margin of Safety . Para Klarman uma ação deve ser trocada por otra quando a margem de segurança da primeira é consideravelmente menor do que a margem de segurança da segunda. Isto é, quando o preço da primeira está, em comparação com a segunda, mais perto do seu valor real.

A mensagem que espero que você tire desse artigo é que, idealmente, uma vez que você selecionou uma ação com o devido trabalho feito, e o tempo tem comprovado que foi um investimento acertado, rara vez você deverá vendé-la. Ou em palavras de Warren Buffett: o prazo ideal para manter uma ação em carteira é para sempre.

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Junte-se a mais de 1.000 assinantes e receba o melhor conteúdo para investir seu tempo e seu dinheiro

Receba o checklist via e-mail

Receba o checklist via e-mail

Muito obrigado! Você receberá um email de confirmação e depois será redirecionado à página de download.

Share This