Para ganhar mais arrisque menos

29 abr 20190 Comentários

Sabe aquele velho ditado que diz “quem não arrisca não petisca”? Você acha que ao investir na bolsa precisa arriscar para ganhar e, por tanto, não investe? Tenho uma ótima noticia para você: é justo o contrário! Ao investir em ações, para ganhar repetidamente e reduzir sua probabilidade de perda, você precisa arriscar menos. Para entender o motivo, precisamos entender de que forma estão correlacionados o risco e o ganho, e para isso vou utilizar um exemplo dado por Warren Buffett.

Imagine que você decide jogar roleta russa (não recomendo a não ser que você esteja muito ansioso por conhecer seu Criador). Se você nunca ouviu falar de roleta russa ela funciona assim: você pega um revolver vazio e coloca uma bala no tambor, gira o tambor sem olhar onde ele para, põe o canhão do revolver apoiado em sua têmpora, e puxa o gatilho. Você ganha somente se sobreviver.

Imagine então que alguém propõe para você um jogo de roleta russa em que, colocando uma única bala no tambor, no caso de você ganhar você recebe 1 milhão de reais. Um revolver tem habitualmente espaço para 6 balas, então você tem 1 possibilidade entre 6 de morrer, ou 5 entre 6 de sobreviver, se você prefere ver o copo meio cheio. Depois propõem para você um segundo jogo, em que você coloca 2 balas no revolver, mas em caso de sobreviver você ganha 2 milhões de reais. Aqui seus possíveis ganhos duplicam, ao mesmo tempo que duplicam também suas chances de morrer. Trata-se por tanto de um jogo em que a correlação entre risco e ganho é positiva: quanto maior o risco maior o ganho (em caso de sobrevivência, é claro).

Por sorte, risco e ganho não sempre estão correlacionados de forma positiva. De fato, no Value Investing, risco e ganho estão correlacionados de forma negativa, isto é, ao reduzir o risco ao que nos expomos aumenta nosso possível ganho. Imagine uma situação em que você tem a chance de comprar de alguém uma nota verdadeira de 100 reais pagando somente 80 reais por ela. Seu possível ganho, caso você queira vender essa nota para outra pessoa, é de 20 reais (ou mais se você achar alguém disposto a pagar mais do que 100 reais). O risco de perder dinheiro com essa transação equivale à probabilidade de ninguém querer pagar para você pelo menos 80 reais por essa nota de 100 reais.

Agora imagine que você tem a chance de comprar essa mesma nota de 100 reais pagando por ela somente 60 reais. O que acontece aqui? Suas possibilidades de ganho duplicam instantaneamente: agora você pode ganhar 40 reais (100-60) e antes somente podia ganhar 20. Ao mesmo tempo seu risco de perder dinheiro se reduz, pois agora a probabilidade de ninguém querer pagar para você pelo menos 60 reais por uma nota de 100 reais é menor.

É assim que o Value Investing funciona. Nosso objetivo ao investir é acharmos notas de 100 reais disponíveis para a comprarmos elas por 50 reais ou menos. Para isso precisamos entender no que estamos investindo. Precisamos conhecer de forma aproximada o valor do que estamos comprando, e comprarmos num momento em que seu preço esteja bem abaixo do seu valor. Essa diferença entre valor e preço chama-se margem de segurança. Depois somente precisamos ter a paciência necessária para aguardar até o mercado perceber que aquela nota de 100 reais é mesmo de 100 reais, para então realizarmos nosso ganho.

Você poderia argumentar que não é todo dia que a gente encontra notas de 100 por 50 reais, e estaria certo. É por isso que, quando se trata de investir, a maior parte do tempo devemos ficar quietos. Não fazermos nada além de estudar. Mas quando a oportunidade aparece devemos atuar com firmeza. E essas oportunidades aparecem em momentos de pânico, gerados por visões de curto prazo, com base em problemas passageiros que o público extrapola, como diria Buzz Lightyear, até o infinito e além.

Então, procure oportunidades de investimento entre aqueles ativos que ninguém quer. Por exemplo aquelas empresas com um foso defensivo que têm apresentado resultados desfavoráveis no curto prazo por problemas que podem ser fácilmente resolvidos. Lembre que o ser humano tem uma tendência a achar que as coisas sempre vão ficar do jeito que estão, tanto para bem quanto para mal; que ele se excede em suas reações de curto prazo, mas que, no longo prazo, a realidade económica sempre acaba se impondo. Por isso o tempo, a paciência, a prudência e o controle dos riscos aos que você se expõe, serão seus melhores aliados como investidor, em seu caminho para a liberdade financeira.

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Junte-se a mais de 1.000 assinantes e receba o melhor conteúdo para investir seu tempo e seu dinheiro

Receba o checklist via e-mail

Receba o checklist via e-mail

Muito obrigado! Você receberá um email de confirmação e depois será redirecionado à página de download.

Share This